Marcha à Ponta Grossa

Marcha à Ponta Grossa

Música | José Itiberê de Lima (Casusa)
Letra | Prof. Dario Nogueira dos Santos

Pombos adjantes ali,
Da cascavel nas chapadas,
Em colinas do Pitangui,
Poisam asas doiradas.

Salve, salve, Ponta Grossa!
De verdejantes campinas.
É dos mares a alma nossa,
Vem vibrando em tuas colinas!

De grandeza viva fonte,
A princesa decantada,
Rútila no horizonte,
Por ondas verdes, beijada!

Salve, salve, Ponta Grossa!

Vozes nossas retumbantes
Proclamam fraternidade,
São mensageiros volantes
Que dão paz a humanidade.

Salve, salve, Ponta Grossa!

O sol que doira teus campos,
E faz espelho dos mares,
Guarda luz dos piralampos,
Que a noite brilha nos ares.

Salve, salve, Ponta Grossa!

Os astros não têm fronteira;
Transcendendo na harmonia,
Rebrilham a vida inteira,
Saudando a noite e ao dia.

Salve, salve, Ponta Grossa!

Nossa visita é motivo,
Que liga a praia distante,
Ao panorama festivo,
De Ponta Grossa, radiante!

Salve, salve, Ponta Grossa!