Ponta Grossa pode receber núcleo de canoagem olímpica

O presidente da Confederação Brasileira de Canoagem, João Tomasini Schwertner, esteve em Ponta Grossa na quinta-feira (2) para conhecer o local onde deverá ser instalado um núcleo de canoagem olímpica, nas proximidades do Clube Caça e Pesca. Acompanhado pelo presidente da Fundação Municipal de Esportes (Fundesp), Leopoldo Cunha Neto, e o diretor geral Marcos Aurélio Schemberger, Tomasini afirma que a área escolhida tem condições excepcionais para receber a raia olímpica. “Ponta Grossa poderá ser uma referência da canoagem brasileira, a exemplo de Foz do Iguaçu, que já possui uma estrutura, inclusive recebendo os treinamentos da Seleção Brasileira”, afirma o dirigente. Para Leopoldo, é fundamental que seja explorado o potencial do povo ponta-grossense, formado pelas mais diversas etnias. “Essa miscigenação precisa ser aproveitada, através de um trabalho de iniciação e desenvolvimento das diferentes modalidades, como a canoagem, que está inserida no calendário dos Jogos Olímpicos e tem nos rios da região um palco espetacular.” Mas o presidente da Fundesp afirma que a consolidação desse polo de canoagem depende de diversos fatores, começando pela adesão do Clube Caça e Pesca, que já realiza um trabalho muito positivo no tiro, passando pela Confederação de Canoagem, os órgãos públicos e a iniciativa privada, através de indústrias instaladas na região do Rio Tibagi. “O prefeito Marcelo Rangel aprovou a ideia e tenho a certeza que poderemos transformar em realidade o núcleo de canoagem olímpica, com capacidade para receber atletas de alto nível”, completa Leopoldo. O esporte A canoagem é olímpica desde 1936 nos Jogos de Berlim na categoria velocidade, enquanto o slalon foi adicionado em 1972, nos Jogos de Munique. Os termos "canoa" e "caiaque" são etimologicamente diferentes e que designam embarcações distintas tanto na origem quanto na forma. Entretanto, o uso destas palavras tem sido feito, algumas vezes, sem distinção, pois em águas brancas (corredeiras) as duas embarcações se tornam bastante parecidas e apenas a existência de um assento comprova que se trata mesmo de um caiaque.