Ponta Grossa recebe espetáculo ‘Tangos e Tragédias’

Neste sábado (15), chega a Ponta Grossa, pela primeira vez, o espetáculo teatral ‘Tangos e Tragédias’. Considerado um fenômeno do teatro brasileiro, pois já está em cartaz há 23 anos, a peça será apresentada no Cine-Teatro Ópera, às 21 horas. Com patrocínio da Caixa Econômica Federal e apoio da Secretaria Municipal de Cultura, os ingressos já estão à venda, na Pernambucanas, por R$ 20, sendo R$ 10 para estudantes, maiores de 60 anos e clientes da Caixa. O espetáculo, que começou em bares de Porto Alegre e já passou por São Paulo, Curitiba, Brasília, entre outras cidades, reúne música, humor, teatro e muita interação com o público.Os recursos cênicos são garantidos pela ficção construída em torno dos dois personagens: Maestro Plestakaya e o Violinista Kraunus. Artistas vindos de um país imaginário chamado Sbórnia, eles executam ao longo de uma hora e meia de espetáculo músicas do folclore sborniano, canções brasileiras e sucessos do pop internacional. Tudo passando pelo filtro da comicidade e da teatralidade. Esses são os ingredientes que fazem ‘Tangos e Tragédias’ agradar diferentes platéias e faixas etárias. É considerado um espetáculo universal pelo seu despojamento e por tratar com humor os grandes temas como o amor impossível, a dor de cotovelo e outras tragédias do ser humano. O talento musical da dupla é grande, mas não é apenas nele que reside a força do espetáculo. Os intervalos entre as músicas são recheados de textos de grande inspiração e desenvoltura cênica. Os dois personagens, com características bem definidas, mexem com a platéia, arrancam gargalhadas e invariavelmente carregam o público para fora do teatro onde atendem aos pedidos de bis. Em 97, a peça foi apresentada pela primeira vez fora do país, em Buenos Aires, com uma versão integral do espetáculo em espanhol. Os artistas já se apresentaram também em festivais na Colômbia, Equador, Portugal e Espanha. Em 2004, receberam o prêmio de melhor espetáculo do Festival Internacional de Teatro de Almada, que ocorre entre Lisboa e Almada. PERSONAGENSO ator Nico Nicolaiewsky interpreta o Maestro Pletzkaia, que toca acordeon e que conta histórias trágicas. Um homem sofrido, cheio de amores frustrados e desilusões. Um passional amante latino que não economiza na emoção. É o mais enérgico da dupla e costuma deixar o seu colega Kraunus em situações embaraçosas.E o ator Hique Gómez dá vida a Kraunus Sang, um homem de estranha personalidade, de olhos muito expressivos e imensas olheiras. Um olhar seu corresponde a uma frase. Reverencial e humilde, Kraunus não esconde sua admiração pelo maestro Pletskaya. É mais lírico e generoso que o seu colega.A dupla sborniana interpreta composições próprias como “Copérnico”, “Aquarela da Sbórnia” e “A Trágica Paixão de Marcelo por Roberta”, temas de Alvarenga e Ranchinho, como “Romance de uma Caveira”, o clássico de Vicente Celestino “O Ébrio” e até uma versão jazzy para o inglês do "Trem das Onze". Além das atuações do ‘Tangos e Tragédias’, os dois artistas desenvolvem trabalhos individuais.SERVIÇO:‘TANGOS & TRAGÉDIAS’ Local: TEATRO CINE ÓPERAData: 15 DE SETEMBRO – SÁBADO Hora: 21 HORAS Ingressos: R$ 20,00 E R$ 10,00 (ESTUDANTES, MAIORES DE 60 ANOS E CLIENTES DA CAIXA)Venda de ingressos: CASAS PERNAMBUCANS Informações: 84051205 / 3222 5311