MAIS EMPREGO: Feiras da Empregabilidade e do Empreendedor reúnem 1,5 mil

Realização das Feiras tem os objetivos de aumentar as chances de conquista de empregos pelos trabalhadores e de incentivar o espírito empreendedor

Os ponta-grossenses lotaram, durante esta sexta-feira, o espaço da Estação Arte, no Centro da cidade, durante a realização da 1ª Feira do Empreendedor e da 1ª Feira da Empregabilidade, realizadas pela Prefeitura através da Secretaria de Indústria, Comércio e Qualificação Profissional. Cerca de 1,5 mil pessoas foram até as duas feiras, em busca de novas oportunidades e de aprendizados no campo profissional.

Enquanto a Feira do Empreendedor teve organização da Sala do Empreendedor da Prefeitura, a Feira da Empregabilidade foi organizada pela Agência do Trabalhador. Na primeira, dez participantes do programa de Microempreendedorismo Individual (MEI) expuseram itens de sua produção na área de artesanato. Todos eles aderiram ao programa MEI e tiveram evolução em suas profissões, caso de Guilherme Lopes Justus, 20 anos. Aos 16, o irmão dele já era microempreendedor individual e, aos 18, ele abriu a sua própria empresa dentro do sistema MEI, para confecção de canecas personalizadas e outros produtos.

“Caso estivesse apenas em casa fazendo os produtos, sem a formalização, eu não poderia vender em grandes quantidades para escolas e empresas, por exemplo, pois não teria a nota fiscal. Não poderia fazer uma série de negócios. É uma boa ideia e eu não me arrependo nem um pouco”, conta Guilherme, que realizou uma série de cursos e preparações através do Sebrae e da Sala do Empreendedor da Prefeitura.

Já na Feira da Empregabilidade, 14 empresas e outras entidades receberam currículos e mostraram aos candidatos as diferentes formas de conquistar um emprego nas empresas da cidade. Para Felipe Giordani, ausente do mercado há 1 ano e que foi à feira em busca de uma nova oportunidade, o espaço cumpriu seu objetivo. “As empresas em Ponta Grossa têm vagas, mas às vezes não conseguem encontrar alguém qualificado. Esta é uma oportunidade de interagir diretamente com as empresas e conseguir um encaminhamento”, conta Felipe, que tem formação em Administração e Eletromecânica e saiu da Feira com entrevista marcada.

Marcos Henrique Martinez dos Santos e Andressa Tavares Bach Buturi, da empresa B&M, levaram a Consultoria em Gestão de Pessoas para o evento. “Somos uma empresa que intermedia oportunidades e aqui, hoje, recebemos inúmeros currículos. Nossa principal orientação é com relação à qualificação profissional. Hoje ela é um diferencial muito importante na hora de conquistar uma vaga”, conta Marcos. A empresa recebe aproximadamente 4 mil currículos todos os meses.

Sucesso
“A Feira da Empregabilidade superou todas as nossas expectativas. Foi uma excelente ideia sua realização e acredito que muitas pessoas serão beneficiadas através desta iniciativa, que teve o apoio de grandes empresas da nossa cidade”, avalia o gerente da Agência do Trabalhador, Rudolf Christensen. Para Tônia Mansani, coordenadora da Sala do Empreendedor, as experiências apresentadas na Feira do Empreendedor mostram que há muitas facilidades para quem escolhe este caminho. “Muitas vezes as pessoas que têm potencial para empreender não o fazem por desconhecimento. Existem muito apoios disponíveis para quem quer ser um microempreendedor e a Sala do Empreendedor está disponível na Prefeitura”, incentiva Tônia.