Domingos Pellegrini é atração de encerramento do Flicampos nesta quinta

Por: Luana Caroline Nascimento
 
     Para fechar com chave de ouro o VII Festival Literário dos Campos Gerais (Flicampos), Ponta Grossa recebe nesta quinta-feira, 14, o escritor londrinense Domingos Pellegrini. A palestra-recital será às 19h, no Cine-Teatro Ópera, com entrada gratuita. O Flicampos, que integra o Ano da Cultura Paranaense em Ponta Grossa, é realizado pela Prefeitura de Ponta Grossa, por meio da Fundação Municipal de Cultura, e, desde segunda-feira, apresenta uma programação intensa de palestras, falas interativas, intervenções literárias dentro de ônibus, apresentações no Calçadão, escolas e entidades sociais, com foco na literatura paranaense.
     A abertura e mediação será com o escritor e professor Miguel Sanches Neto, que, além de apresentar o autor, irá comentar também sobre o livro ‘O Mestre e o Herói’, escrito por Domingos Pellegrini em 2012 e que será uma das obras literárias indicadas nos vestibulares da UEPG neste ano. Logo em seguida, Pellegrini ministra a palestra-recital ‘Saques e Toques - Para Ver, Ouvir, Sentir e Pensar’. O escritor comentará 40 haicais coloridos que apresentará em telão, “uma mistura de palestra com recital, mostrando como o moderno haicai sintetiza a integração entre Oriente e Ocidente, tornando-se um símbolo de globalização, e como serve para sintetizar e agudizar emoções, reflexões e visões”.
     Ele lembra que, “quando os japoneses vieram para o Brasil, trouxeram não apenas seus costumes e seus legumes, mas também um tipo de poesia, o haicai, que disseminou-se muito além da outrora chamada colônia japonesa. O haicai usa um olhar agudo e sintético, funcionando como portador de insights ou sacadas sobre comportamento, relações familiares e profissionais, relações humanas em geral, psicologia, habilidades, empreendedorismo, ética, visão de mundo, arte de viver”.
     “Assim, cada haicai é comentado, de modo que a palestra torna-se uma lavagem de alma, com o público comungando de sentimentos e reflexões ancestrais e perenes, bem como de dilemas e tendências atuais, fundamentais para uma boa situação social, emocional e espiritual. A palestra torna-se um exercício de emoções e ideias, saber e prazer”, comenta Pellegrini, que possui mais de 40 livros publicados e é um dos escritores mais premiados com o Prêmio Jabuti, o mais importante do país, contando com seis Jabutis para três romances e outros três para livros de contos, poesia e juvenil.
     Realizado pela Prefeitura de Ponta Grossa, por meio da Fundação Municipal de Cultura, o VII Flicampos tem a parceria da Biblioteca Pública do Paraná e Secretaria de Estado da Cultura, além do apoio da Viação Campos Gerais, Academia de Letras dos Campos Gerais (ALCG), Academia Ponta-grossense de Letras e Artes (APLA), Centro Cultural Faris Michaele, Clube de Leitura Só Garotas e Clube de Leitura Leia Mulheres.