Prefeitura estuda parceria com o Instituto Campus Party

Por Ana Bitencourt Maravieski
 
O Instituto é responsável pelo projeto Include, que consiste na criação e montagem de laboratórios de robótica para a inserção de crianças e adolescentes no universo tecnológico
 
Na tarde de terça-feira (11) a Prefeitura Municipal de Ponta Grossa realizou uma reunião com o presidente do Instituto Campus Party, Francesco Farruggia, para conversar sobre uma possível parceria no projeto Include. A iniciativa tem como intuito incentivar a inserção de crianças e adolescentes de 10 a 18 anos – em situação de vulnerabilidade social – no universo tecnológico.  
O Include consiste na criação e montagem de laboratórios de robótica e aborda temas como computação, programação, segurança de rede, entre outras iniciativas. O Instituto Campus Party – responsável pelo projeto – é uma associação civil sem fins lucrativos fundada em 2009, com o objetivo de incentivar e promover atividades e projetos nas áreas: cultural, educacional gratuita, de inclusão digital, do desenvolvimento tecnológico e econômico, dos direitos estabelecidos, da assistência social e da cidadania.

Segundo a secretária da Secretaria Municipal de Políticas Públicas Sociais (SMPPS), Simone Kaminski Oliveira, a parceria está em fase de elaboração. “Com a instalação desses laboratórios temos como objetivo oferecer qualificação aos jovens de 10 a 18 anos para o mercado de trabalho. Os locais contam com mobiliário, equipamentos de eletrônica para ensino de robótica, impressora 3D, drone, computadores, material didático, óculos de realidade virtual e internet de alta velocidade”, relata Simone.
No momento as propostas para implantação da iniciativa no município são estudadas. Para a instalação do projeto na cidade também será necessário o apoio de empresas privadas que tenham interesse em investir na área tecnológica e social, conforme os objetivos estratégicos do Projeto Include.

“Iniciativas como essa são imprescindíveis para propiciarmos oportunidades aos que mais precisam. Essa é uma forma de incentivarmos a qualificação e, assim, garantirmos uma chance melhor de inserção no mercado de trabalho”, exalta a vice-prefeita, Elizabeth Schmidt.

Também estiveram na reunião a superintendente da SMPPS, Isane Gewehr, a diretora do Departamento de Proteção Social Básica, Tatyana Denise, a sócia-proprietária da CooBox Soluções, Elina Torres, os representantes do , Fabio Almeida, Marlon Farias e Thaise Amaral Orita, o secretário Indústria, Comércio e Qualificação Profissional, Paulo Carbonare, a coordenadora da Sala do Empreendedor, Tônia Mansani, e o coordenador municipal de Desenvolvimento Industrial, Comercial e Tecnológico, Adilson Strack.
Reconhecimento nacional

Na oportunidade, o presidente Francesco também convidou a Prefeitura a participar da Campus Party Brasil 2019, que será realizada em São Paulo, para apresentar a Sala do Empreendedor Digital. A plataforma foi lançada ontem pela Secretaria de Indústria, Comércio e Qualificação Profissional, e visa simplificar a gestão não só das microempresas individuais (MEIs), mas de todos os empresários da cidade.

Segundo o Sebrae/PG, essa ferramenta da Prefeitura é a primeira a ser lançada no país. A coordenadora da Sala do Empreendedor, Tônia Mansani, afirma que na plataforma é possível acessar todos os serviços necessários. “Links para emissão de guias, tutoriais, informações sobre capacitação... estamos buscando a emancipação do empreendedor, e ficamos felizes em poder compartilhar a nossa ideia com outras instituições”, apontou Tônia.