Parque de Confecções deve iniciar a produção no segundo semestre de 2019

Por Millena Sartori
 
Rangel se reuniu nesta quinta-feira (22) com representantes das empresas já confirmadas
 

Foi realizada nesta quinta-feira (22) uma reunião entre representantes das indústrias que já possuem suas instalações confirmadas no Parque de Confecções e a Secretaria de Indústria, Comércio e Qualificação Profissional (SMICQP) para discutir os trâmites do início dos trabalhos na área. Segundo o prefeito e secretário da SMICQP, Marcelo Rangel, ficou acordado que a produção já deve iniciar no segundo semestre do próximo ano.

“Já temos sete empresas confirmadas, que devem iniciar suas obras no início do ano. O objetivo é que, a partir do segundo semestre, já sejam produzidas e comercializadas diversas peças, fomentando a geração de emprego e renda no Município”, conta Rangel. A área destinada ao distrito industrial temático fica região Santa Luiza, bairro Colônia Dona Luíza, às margens da Br-376, e teve o seu decreto de aprovação de loteamento assinado no mês passado, denominado como denominado Parque de Confecções Manoel Machuca Junior.

Outra novidade revelada pelo prefeito e secretário da pasta é o início de um estudo para a viabilização de um espaço público destinado a atividades diversas relacionadas ao Parque. Conforme explica o coordenador municipal de Desenvolvimento Industrial, Comercial e Tecnológico, Adilson Dusi Strack, a ideia é oferecer um espaço voltado ao aperfeiçoamento e capacitação dos costureiros e eventos em geral.

“Vamos desenvolver um projeto que visa construir um barracão para sediar uma espécie de incubadora, um espaço para qualificar os trabalhadores e que também pode ser utilizado em eventos como desfiles, por exemplo”, afirma Strack. Segundo ele, hoje já há um grupo de cerca de 80 costureiras se organizando para participar de atividades. “A Sala do Empreendedor também atuará como agente auxiliador, buscando auxiliar o processo para formalização de microempreendedores indivuais (MEIs). Inclusive, desse grupo quatro já participaram da aceleradora de negócios Voe, e recebem a certificação nesta tarde”, ressalta o coordenador municipal.