Prefeitura promove reunião com a Sanepar sobre ocupações irregulares

por Josué Teixeira e Mariana Galvão Noronha

 

A Prefeitura de Ponta Grossa, através da Prolar (Companhia de Habitação de Ponta Grossa) e da Secretaria Municipal de Administração e Recursos Humanos (SMARH), promoveu, na última sexta-feira (22), uma reunião com representantes da Sanepar para discutir sobre os procedimentos adotados em relação aos pedidos de ligação de água em áreas ocupadas irregularmente no município. Durante o encontro foram debatidas possíveis ações e procedimentos comuns entre as instituições o objetivo de inibir a utilização irregular de áreas do município.
Segundo o diretor-presidente da Prolar, Deloir Scremin Junior, a tomada de medidas neste sentido é importante para que o município avance ainda mais na diminuição dos pontos de ocupação irregular e de moradias de risco em Ponta Grossa. “Nos últimos anos, avançamos de maneira muito consistente na diminuição dos pontos de ocupação irregular e de moradias de risco no município, procedendo com a realocação de famílias e a revitalização de áreas próximas a arroios e a consequente  extinção de diversos pontos de favelização , garantindo moradias dignas e mais seguras para inúmeras famílias”, destaca. “Por isso, é muito importante alinharmos ações com órgãos como a Sanepar que podem contribuir com a localização de possíveis focos de ocupação e o encaminhamento dessas famílias para programas sociais da Prefeitura e da Prolar”, completa Deloir.
“Para evitar que situações como essa se tornem mais corriqueiras, o Município vem adotando como uma das medidas principais centralizar os pedidos de ligação de água e luz em novas residências, sendo proibida a liberação quando se tratar de áreas ocupadas irregularmente. Sabemos da dificuldade da população e temos trabalhado com o fomento das políticas públicas na área da habitação, mas não podemos permitir situações que sejam injustas para àqueles que estão aguardando na lista da Prolar uma moradia regularizada”, avalia o secretário de Administração e Recursos Humanos, Ricardo Linhares.