RÁDIO PREFEITURA

16/04/2014

Mudanças no trânsito: São José-  Ruas Prefeito Brasílio Ribas e Santa Isabel terão novo sentido a partir do dia 22 de abril -
Com objetivo de melhorar o fluxo de veículos a Prefeitura de Ponta de Ponta Grossa comunica que, a partir da próxima terça-feira, 22 de abril, haverá mudanças no trânsito da região do São José. As ruas prefeito Brasílio Ribas e Santa Isabel terão novo sentido. As mudanças terão inicio, na terça-feira, após a passagem da semana santa, que concentra uma grande movimentação naquele trecho.
Equipes já cuidam da instalação da sinalização horizontal, prosseguindo seus trabalhos na quinta-feira. Mas a sinalização vertical e a disponibilidade de agentes de trânsito para orientação de motoristas, pedestres e ciclistas serão implantadas apenas na terça-feira.
A principal mudança é a instituição de um binário de mãos alternadas. A rua Prefeito Brasílio Ribas, hoje com duas mãos de direção, terá sentido único (centro/bairro), a partir de seu início no cemitério São José, e por toda sua extensão, alcançando a confluência com a avenida Anita Garibaldi.
A rua Princesa Santa Isabel (em que está situada a Igreja São José), terá sentido oposto – bairro/centro – também em toda sua extensão.
A partir de terça-feira, dia 22, essas mudanças serão efetivadas e as equipes de agentes de trânsito estarão postadas nos principais cruzamentos para orientar motoristas, pedestres e ciclistas.

1604 Boletim mudanças no trânsito região do São José.mp3
15/04/2014

Feira do Peixe começa nesta terça-feira
 
Começa nesta terça-feira, das 17h às 22h, em Ponta Grossa, a tradicional Feira do Peixe. Durante quatro dias, das 8h às 22h, os consumidores poderão comprar peixes frescos a preços que variam de R$ 10,00 a R$ 12,00 o quilo (as espécies mais comuns). A Feira do Peixe segue até sexta-feira, no Complexo Ambiental. Nesta edição, a expectativa é de que sejam vendidas 50 toneladas de peixe, superando a comercialização do ano passado.
Serão vendidos as espécies Tilápia, a R$ 10,00, e Pacu, Piauçu, Piaparo, Carpa e Cat Fish, a R$ 12,00. Além destes, a Feira também disponibilizará peixes especiais, como Traíra, Dourado e Pintado, a R$ 20,00. Outra novidade para este ano é a oferta de camarão, lula, casquinha de siri, Salmão, Cação e Pescada Branca, com preços que irão variar de R$ 25,00 a R$ 45,00. A Feira do Peixe é formada exclusivamente por piscicultores locais. A intenção a Secretaria de Agricultura e Pecuária é fomentar o desenvolvimento da aqüicultura na região. De acordo com o secretário da pasta, Gustavo Ribas Netto, o evento deve movimentar aproximadamente 550 mil.
A Feira do Peixe terá uma praça de alimentação que venderá produtos feitos a base de peixe. Os visitantes também poderão aproveitar os produtos da agroindustria caseira, artesanatos locais e brinquedos para as crianças. “A Feira do Peixe é uma oportunidade da população comprar o peixe a um custo acessível, além de produtos da agroindústria caseira”, diz o secretário.

1404 Gustavo Ribas Neto Feira do Peixe.mp3
15/04/2014

Ponta Grossa recebe mais 19 médicos cubanos
 
O prefeito Marcelo Rangel destaca a importância da humanização do atendimento e demonstra aumento na oferta de consultas à população -
  O prefeito Marcelo Rangel recepcionou nesta segunda-feira (14) dezenove médicos cubanos oriundos do programa ‘Mais Médicos’ do Governo Federal. Com a chegada dos profissionais, o município totaliza 25 médicos estrangeiros que vieram para reforçar o atendimento nas Unidades Básicas de Saúde (UBS) e nos Programas de Saúde da Família (PSF), seis médicos estrangeiros já atuam em Ponta Grossa. Além dos médicos estrangeiros, está em trâmite a realização de um concurso público para contratação de médicos. Com isso, a prefeitura espera melhorar a cobertura na Atenção Primária.
 

1504 Marcelo Rangel sobre os medicos cubanos.mp3, 1404 Angela Pompeu sec de saude.mp3, 1404 Oslaida Maria Arias medica cubana.mp3, 1504 Angel Luis Santovenia Hernandez medico cubano.mp3
08/04/2014

 Revitalização da praça Marechal Floriano Peixoto entra na reta final
 
Comerciantes do entorno da praça afirmam que o movimento aumentou após o início da revitalização

   Quem passa pela praça Marechal Floriano Peixoto, um dos principais cartões postais da cidade e que abriga a Igreja Catedral de Sant’Ana, já consegue perceber as mudanças significativas que foram feitas. A praça ganhou uma limpeza geral, poda e plantio de nova grama, plantio de flores, e além disso, os bancos estão sendo melhorados. A revitalização, que deve terminar nos próximos dias, também inclui nova iluminação e implantação de lixeiras. Após um estudo feito pela Secretaria de Meio Ambiente, foram retiradas algumas árvores que apresentavam condições baixas de fitossanidade (estavam doentes e não tinham condições de vida, podendo inclusive causar riscos à população).  No entanto, como incentivo à arborização foram plantadas novas árvores nativas.
  Para o taxista José Carlos Santos, que tem ponto fixo na praça Marechal Floriano, o local ganhou vida e ficou mais valorizado. “Estamos falando de uma área histórica da cidade, foi aqui que tudo começou. Por trabalhar aqui, estou acompanhando a revitalização desde o início, e está ficando maravilhoso. Eles retiraram árvores que precisavam ser retiradas. Com isso a praça ficou mais clara. Tudo está ficando muito bonito, plantaram flores, arrumaram a iluminação. Nós notamos que o fluxo de pessoas aumentou, depois que começaram a melhorar a estrutura. Acho que agora temos uma outra praça, com mais vida, mais alegria e que acolhe a todos”, diz Santos.  Moradora do Centro, a aposentada Eliane dos Santos costuma frequentar o local todos os dias, e ficou encantada com a reforma. “Nossa! Aqui é o lugar que eu costumo sentar pra ouvir os pássaros, para refletir e, antes aqui estava abandonado. Agora a praça está mais bonita, mais cuidada e com mais segurança, a guarda municipal sempre passa por aqui. Estou ansiosa para ver a minha praça toda revitalizada”, afirma Eliane.
   De acordo com o secretário de Obras e Serviços Públicos, Alessandro Lozza de Moraes, agora falta só o acabamento: “estamos fazendo alguns ajustes, vamos terminar de plantar as flores, Companhia Pontagrossense de Serviços está arrumando alguns pontos nas calçadas, vamos passar verniz em todos os bancos e em breve teremos as obras da praça Marechal Floriano Peixoto concluídas”.
   Um dos grandes problemas enfrentados na praça eram os inúmeros buracos, que dificultavam a passagem das pessoas. “Nós estamos arrumando todos os buracos que existiam na praça, estamos felizes, por que as pessoas passam e nos elogiam e parabenizam pelo trabalho. Isso é muito gratificante. Além de exercer a nossa função, estamos contribuindo para manter viva uma praça que faz parte da história de Ponta Grossa”, diz o funcionário da Companhia Pontagrossense de Serviços (CPS) , Eurico Talevi Betim. A revitalização da praça Marechal Floriano Peixoto é uma parceria das secretarias de Obras e Serviços Públicos, de Meio Ambiente e da CPS.

Praças que já foram revitalizadas

Praça Barão de Guaraúna (Igreja dos Polacos - Centro)
Praça Duque de Caxias (Oficinas)
Praça Getúlio Vargas (Nova Rússia)
Praça Simon Bolívar (Oficinas)
Praça Margarida Moro (Jardim América)

0804 Eliane dos Santos sobre praca da catedral.mp3, 0804 Eurico Talevi Betim funcionario da CPS.mp3, 0804 José Carlos Santos taxista sobre a praca catedral.mp3
02/04/2014

Prefeitura e Sebrae realizam 6.ª Semana Nacional do Microempreendedor Individual

A Prefeitura de Ponta Grossa, através da Secretaria de Indústria, Comércio e Qualificação Profissional, e o Sebrae estão realizando a  6.ª Semana Nacional do Microempreendedor Individual com a formalização de 14 novas microempresas. Até sexta-feira, a Sala do Empreendedor estará atendendo na Praça de Atendimento, na sede da prefeitura, das 9h às 17h, ininterruptamente, dando informações sobre linha de crédito, associativismo e seguridade social
A Semana do Microempreendedor é uma ação desenvolvida pela prefeitura de Ponta Grossa junto com o Sebrae e conta com o apoio da Associação Comercial e Industrial de Ponta Grossa (ACIPG), INSS e Caixa Econômica Federal. O mutirão que ajuda na formalização contribui para o fortalecimento das micro e pequena empresas, seguindo uma das diretrizes do município. E estes serviços fortalecidos induzem também o crescimento da cidade. A Semana também foca a qualificação do microempreendedor, com a oferta de palestras gratuitas.

0204 Alvaro Scheffer semana do microempreendedor.mp3
01/04/2014

Prefeitura disponibiliza guias de taxas de renovação de alvarás
 
Prazo do vencimento da cota única está programado para o dia 29 de abril

   As guias para pagamento das taxas para renovação de alvará já estão disponíveis na Prefeitura de Ponta Grossa, através do Departamento de Receita, na Divisão de Rendas e Atividades Econômicas, localizado no térreo da prefeitura.  O vencimento da cota única está programado para o dia 29 de abril. Para renovação, empresários e autônomos precisam comparecer ao local, das 12 às 18h, de segunda à sexta e apresentar a documentação adequada. No caso das empresas é necessária a apresentação do número do alvará, CNPJ ou Razão Social. Já os autônomos podem apresentar um documento pessoal ou o número do alvará.
  O município conta atualmente com 42.070 mil cadastros ativos, deste número, 31% representam atividades de autônomos. De acordo com o diretor do Departamento de Receita da Prefeitura, César Petrônio, é importante que os contribuintes regularizem a situação junto à prefeitura. “A renovação do alvará é uma garantia de que as empresas e autônomos vão continuar trabalhando dentro da legalidade. O não pagamento da taxa de renovação poderá implicar em cobranças em dívida ativa ou posteriores cobranças”, explica Petrônio.
  O Departamento de Receita alerta que em relação à renovação do alvará, para mais de cinco guias, será necessário o protocolo na Praça de Atendimento da Prefeitura, bem como a documentação exigida (número do alvará, CNPJ ou Razão Social). Em resposta a estes protocolos as guias serão emitidas em prazo hábil para pagamento.  Ainda de acordo com o diretor do Departamento de Receita da Prefeitura, César Petrônio, o contribuinte poderá optar pelo parcelamento. “Neste caso ele deverá fazer um requerimento, na Praça de Atendimento da Prefeitura até o dia 29 de abril. O parcelamento poderá ser feito em até três vezes”, conclui Petrônio.

0104 Cesar Petrononio dire departamento de receita.mp3
01/04/2014

Rangel apresenta plano da “Nova Ponta Grossa”
 
- Novo Plano de Mobilidade Urbano é apresentado e prevê mudanças profundas em toda a cidade –

    A eliminação do Terminal Central de Transporte Coletivo – e a construção de outros sete, inclusive dois grandes, é apenas uma das alterações que o governo Rangel vai promover, construindo o que o prefeito chama de “A nova Ponta Grossa”. Nesta segunda-feira (31), ele apresentou o novo Plano de Mobilidade Urbana, prevendo uma série de mudanças estruturais na cidade, que podem promover alterações significativas na forma como os ponta-grossenses circulam, compram, passeiam, trabalham e se relacionam. Rangel encomendou esse plano ao IPLAN (Instituto de Pesquisas e Planejamento Urbano de Ponta Grossa) tendo como prioridade a melhoria do sistema de transporte urbano. Além dessa prioridade, o Plano também alcança outros setores: trânsito, fluxo de veículos e urbanismo. Os principais objetivos consistem em melhorar não só a mobilidade urbana, mas também valorizar outras regiões da cidade, o sistema de transporte; recuperar áreas degradadas; melhorar o trânsito de veículos e pessoas na região central.
  O Plano é ferramenta essencial para que o município obtenha os recursos, junto ao Ministério das Cidades, para executar as obras propostas. Programas como este - de Mobilidade Urbana financiada - preveem a melhoria, ampliação de sistemas de transporte público coletivo em execução também em outras cidades brasileiras. Ponta Grossa já está adiantada nos projetos que antecipa soluções para a Mobilidade Urbana.
  O estudo para idealizar a melhora na mobilidade urbana foi feito em todas as regiões da cidade, com atenção especial nas vias onde o fluxo de carros é maior. O projeto se baseia principalmente na preocupação com pedestres e ciclistas. “Com esse projeto, nós esperamos que muita coisa mude para melhor em nossa cidade, facilitando a mobilidade de pedestres, ciclistas e também os veículos. Mas a solução vem com o tempo” explica o secretário municipal de Planejamento, João Ney Marçal, que acompanhou o lançamento.
 
ADEUS, TERMINAL
  Uma das medidas mais interessantes para melhorar a mobilidade e o fluxo de veículos é a eliminação do Terminal Central. A retirada do velho terminal, em operação desde 1992, terá também importante reflexo no trânsito da região central, com a retirada das linhas que hoje cruzam a Avenida Vicente Machado e que fazem com que, só nesse trecho, circulem por dia 750 ônibus. Em seu lugar serão construídos cinco terminais menores, em pontos estratégicos da cidade, desobstruindo a região central, ampliando as alternativas para os usuários do sistema de transporte coletivo e devolvendo à população um importante ponto de convivência, hoje ocupado por ônibus. Essa mudança tornará a viajem dos usuários mais rápida e confortáveis, multiplicando o acesso para outros locais e tornando a troca de ônibus mais rápida.
  As mudanças propostas no sistema de transporte, com a adoção dos novos terminais e a eliminação do Terminal Central, no entanto, não terá impacto na quilometragem dos coletivos, e terá como vantagem direta o fato de que será eliminada, para os usuários, uma passagem desnecessária e muitas vezes conflituosa pela Vicente Machado: muitos dos passageiros não precisam, necessariamente, passar pelo centro da cidade para alcançar seus destinos, mas hoje são obrigados a isso pelo itinerário das linhas.
 Também estão previstos mais dois terminais de transporte coletivo nos bairros (Jardim Carvalho e Santa Paula), de modo a facilitar a vida dos usuários do sistema, incentivar o uso do transporte de massa e, com isso, melhorar também o trânsito de veículos, reduzindo a emissão de poluentes e permitindo novas integrações.
Outros cinco terminais menores serão distribuídos no entorno do Centro – em pontos estratégicos – oferecendo opções mais inteligentes de integração das linhas, além de uma plataforma de desembarque na praça Barão do Rio Branco.
 
NOVOS CENTROS NOS BAIRROS
  Para especificar melhor o projeto, a equipe do IPLAN dividiu a cidade em cinco eixos: Eixo Noroeste (Avenida Ernesto Vilela), Eixo Nordeste (Avenida Monteiro Lobato), Eixo Leste (Avenida Carlos Cavalcanti), Eixo Sul (Visconde de Mauá), e Eixo Sudoeste (Avenida Visconde de Taunay). Os cinco eixos são locais específicos onde serão dispostos os novos terminais. Com a criação de novos centros nos bairros – onde estão instalados os atuais terminais ou onde serão construídos os novos – haverá também menor necessidade de os moradores desses bairros deslocarem-se ao centro, reduzindo assim o número de viagens; dispostas sedes administrativas de serviços públicos para atendimento à população.
  Um dos maiores objetivos deste projeto é também valorizar o comércio em várias regiões da cidade.
Outra mudança significativa é a regulamentação do trânsito de caminhões pela cidade. Para obter isso, a concessionária que administra as rodovias na região de Ponta Grossa já trabalha com projetos para oferecer alternativas que garantam mais segurança aos moradores e transeuntes, melhor fluxo de veículos na zona urbana, e mais agilidade também para os veículos de carga, assim desviados da região central.
 
CIRCUITO GASTRONÔMICO E CULTURAL
 
  O Plano de Mobilidade e suas implicações na vida da cidade vai permitir, com a retirada do Terminal Central, novas atividades na região do Complexo Ambiental, que deve tornar-se um pólo atrativo bem mais atraente e diversificado. O Iplan, como demonstrou ontem o prefeito na apresentação à ACIPG, prevê a criação de um Eixo cultural e de lazer envolvendo a região central da antiga faixa de domínio da Rede Ferroviária Federal, com novos equipamentos e atividades previstos para esse setor, desde o Complexo Ambiental até a Arena Ponta Grossa, incluindo vários bolsões de estacionamento, de modo a atender à demanda do local – que, no entanto, será apenas subsidiária, porque o interesse da administração é incentivar o uso do transporte coletivo, oferecendo serviços mais ágeis e linhas específicas para atendimento da região central.
  A idéia é também utilizar a rua Fernandes Pinheiro, hoje servindo como via tributária do eixo Centro/Uvaranas, alternativa à rua do Rosário, como pólo de atração, com reurbanização e interdição ao tráfego de veículos. Na prática, ela será uma extensão do Calçadão, com novo urbanismo, iluminação e equipamentos, e incentivo para a instalação de restaurantes e lanchonetes. “Verificamos que 90% dos veículos que passam por essa rua, usam para fim de estacionamento ou desviar caminho apenas” explica Sara Bobeck, engenheira do Iplan.
  O governo também estuda rever a destinação de prédios bastante representativos da história da cidade, como a antiga Estação Arte, que hoje sedia uma loja do Mercado da Família, pode ser destinada a novos empreendimentos, reforçando a revitalização daquela área e integrando também o Roteiro Gastronômico. A Estação Saudade, cujos projetos de recuperação e restauro estão em fase de captação de recursos, deve também ser ocupada por organismos do governo, especialmente na área da cultura.
   A plataforma, hoje utilizada pela Feira da Estação, aos sábados, vai receber também outros eventos, em outros dias da semana, contribuindo para uma ocupação diversificada daquela região da cidade – então incrementada com a transformação do terreno que hoje abriga o Terminal Central num novo espaço de lazer e convívio.
Nessa ampla faixa serão também alocados mais bolsões de estacionamento e equipamentos diversos, reocupando de modo sustentável as áreas hoje ociosas ou subaproveitadas da antiga faixa ocupada pela Ferrovia.
 
CICLOVIAS E CICLOFAIXAS
   O novo Plano de Mobilidade Urbana proposto pela administração inclui a adoção de um plano cicloviário ambicioso, com a designação de espaços para implantação de ciclovias e ciclofaixas, a partir dos principais espigões da zona urbana – onde a declividade é menor, permitindo maior adesão dos ciclistas. Está prevista também a construção de bicicletários para incentivar a integração entre esse tipo de transporte e o sistema de ônibus, por exemplo.
  A primeira experiência deverá ser implantada em poucas semanas na rua Ermelino de Leão, nas proximidades do Parque Ambiental e, à medida em que as demais ruas forem sendo adequadas, inclusive no que diz respeito às zonas de estacionamento permitido.
O governo também quer ciclovias em alguns eixos em que os conflitos entre automóveis e bicicletas são maiores e, com isso, oferecendo hoje mais risco aos ciclistas.

0104 Marcelo Rangel Plano Nova Ponta Grossa.mp3, 0104 Joao Ney Marçal sobre Nova Ponta Grossa.mp3
30/03/2014

Prefeito inaugura escola “Djalma de Almeida Cesar”
 
O prefeito Marcelo Rangel e a secretária de Educação, Esméria Saveli, inauguraram oficialmente nesta sexta-feira a Escola Municipal Deputado Djalma de Almeira Cesar, em Olarias. A escola soma um investimento de aproximadamente R$ 5 milhões, e recebe 327 alunos da Educação Infantil e do Ensino Fundamental. Além de Olarias, a escola Djalma beneficia também toda a região central de Ponta Grossa. Desde o dia 10 de fevereiro, inicio das aulas da Rede Municipal de Ensino, os alunos do Djalma contam com uma estrutura moderna, segura e apta a atender a todas as crianças.

3103 Mareli Martins Escola Djalma.mp3
28/03/2014

Restaurante Popular reabre na quarta-feira

O Restaurante Popular Guilherme Gavina, de Ponta Grossa, volta a atender o público na próxima quarta-feira, no dia 2 de abril. Nesta quinta-feira, o secretário de Assistência Social, Júlio Kuler, assinou contrato com a empresa Ação Social do Paraná (ASP), que vai administrar o restaurante nos próximos 12 meses. Para o consumidor, o valor da refeição será de R$ 2,00, mas a prefeitura arcará com um subsídio de R$ 3,04 por refeição. O Restaurante Popular servirá 1.300 refeições de segunda a sexta-feira, das 11h às 14h, podendo chegar a 1.500.
“Essa era uma necessidade da população, que neste tempo sentiu falta do Restaurante Popular. Essa é uma ferramenta social importante para aquelas pessoas que não têm condições para se alimentar bem. No Restaurante Popular elas podem ter uma alimentação saudável e a um custo muito baixo”, disse o secretário Kuller. O contrato assinado nesta quinta-feira permite a prorrogação para mais tempo. O secretário lembra que não é necessário fazer cadastro para se alimentar no Restaurante Popular, basta chegar lá, entre às 11h às 14h, e se servir.
O Restaurante Popular continuará a ser administrado pela ASP, uma Organização Não Governamental (ONG), que gerencia outros restaurantes populares em Curitiba, em Londrina e em Maringá. O Restaurante Popular é a melhor opção para as pessoas se alimentarem de forma saudável a um baixo custo. O cardápio do restaurante é preparado por nutricionistas. “Este é um excelente investimento que o município está fazendo para a população e esta nossa parceria público privada possui um grande alcance social. As pessoas têm direito ao acesso a uma alimentação saudável e segura e é isso que elas terão no Restaurante Popular a partir da próxima semana”, disse o presidente da ASP, padre José Aparecido Pinto.

2803 Julio Kuller sec de assistencia social sobre restaurante popular.mp3, 2803 padre José Aparecido Pinto presidente da empresa Ação Social do Paraná.mp3
28/03/2014

Prefeitura de PG repassa mais de R$ 1,2 milhão para entidades

- Verbas conveniadas pelo prefeito Marcelo Rangel para contraturno social beneficiam Associação Antonio e Marcos Cavanis, Apam e Abase -
 
Nesta quinta-feira (27), o prefeito Marcelo Rangel assinou o convênio com as entidades que desenvolvem projetos de contraturno social. O repasse totaliza R$1.260.000,00 e foi destinado para três associações. São R$ 540 mil para a Associação Antônio e Marcos Cavanis, R$ 360 mil para Associação de Promoção a Menina (APAM) e R$360 mil para Aliança Brasileira Social Educacional (Abase).
O secretário municipal de Assistência Social, Julio Küller, destacou o trabalho destas entidades que assistem crianças e adolescentes que estão em situação de vulnerabilidade social. “Por meio das ações dessas entidades, nós somamos forças para transformar a sociedade.
As três entidades atendem 700 jovens e trabalham para a ressocialização oferecendo melhores condições de vida e oferecendo uma nova chance para estas pessoas. De acordo com o prefeito Marcelo Rangel as instituições são aliadas na construção de uma Ponta Grossa melhor. “Este trabalho social é transformador e pode salvar muitas vidas”, diz.

2803 Marcelo Rangel sobre o repasse de verba para as entidades.mp3, 2803 Julio kuller sec assist social sobre repasse verba entidades.mp3, 2803 padre Delvair Lemonie da casa do Menor Irrmãos Cavanis.mp3
28/03/2014

Rangel e Beto Richa dão início às obras de pavimentação de 45 bairros
 
No total serão 30 quilômetros de pavimentação, através de uma parceria entre o município e o Governo do Estado
 
  O prefeito Marcelo Rangel e governador Beto Richa, deram início nesta quinta-feira (27) às obras de pavimentação no Jardim Bonsucesso, integrante de um programa que levará pavimento asfáltico para mais 44 bairros. No total são 30 quilômetros de pavimentação e os investimentos chegam a R$ 15 milhões.  O convênio que firmou recursos para a pavimentação de diversos bairros da cidade foi assinado no dia 19 de fevereiro, no Palácio do Iguaçu. Com a parceria o Governo Estadual fornecerá a massa asfáltica e todo material, enquanto o município fica responsável pela mão de obra.
  “Esta é uma grande parceria com o Governo do Estado. Com isso, vamos conseguir levar asfalto de qualidade para muito locais que estavam carentes. O asfalto representa benefícios para a saúde e mais qualidade de vida”, aponta o prefeito Marcelo Rangel. “É preciso destacar o excelente trabalho desenvolvido pela prefeitura de Ponta Grossa, pelo prefeito Marcelo Rangel, que solicitaram o nosso apoio para garantir asfalto para importantes comunidades, que há muito tempo reivindicavam” esse benefício, diz o governador Beto Richa. Para Tania de Almeida Ribas, moradora do Jardim Bonsucesso, o asfalto representa uma grande conquista: “sofremos muito com o pó e nos dias de chuva a situação ficava pior. Agora com o asfalto, acreditamos que teremos mais qualidade no nosso bairro”.
Participaram do evento o deputado federal Sandro Alex, o deputado estadual Plauto Miró Guimarães, os secretários de Tecnologia e Ensino Superior João Carlos Gomes, da Agricultura e do Abastecimento, Norberto Ortigara e o chefe de Gabinete do Governo Estadual, Deonilson Roldo, além de secretários municipais e vereadores locais.

ONDE SERÃO AS OBRAS

São Luís
Bom Sucesso
Paraíso
Oficinas
Jardim Carvalho
Vila Cipa
Jardim Carvalho
Vila Liane
Margarida
Palmeirinha
Pinheirinho
Belém
Monte Carlo
Vila Brasília
Olarias
Hoffmann
São Marcos
Baraúna
Nossa Senhora das Graças
Borato
Congonhas
Chapada
Santa Luzia
Sabará
Jardim Panorama
Vila Ricci
Santa Edwiges
Monte Belo
São Martin
Vicentina
Pimentel
Herculano Torres
Uvaranas
Teixeira Mendes
Jardim Los Angeles
Vicente de Paula
Jardim Primor
Cará-Cará
Jardim Europa
Tarobá
Odete
Vila Clock
Vila Liane
Vila Pina
Ferroviários

2803 Mareli Martins materia especial pavimentacao.mp3
27/03/2014

Prefeitura e FAUEPG renovam parceria
 
A renovação aconteceu durante a reunião realizada, nesta quarta-feira (26) entre o prefeito Marcelo Rangel, o reitor da Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG), Carlos Luciano Santana Vargas e os representantes da FAUEPG

               O prefeito Marcelo Rangel recebeu nesta quarta-feira (26) o reitor da Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG) Carlos Luciano Santana Vargas, e o diretor da Fundação de Apoio à Universidade Estadual de Ponta Grossa (FAUEPG), Carlos Wolf, juntamente, com o secretário municipal de Saúde, Erildo Muller, para discutir a parceria entre o município e a FAUEPG. Ao final, o governo e a UEPG renovaram o convênio existente entre ambos, prevendo atendimento médico nos Centros de Atenção à Saúde (CAS) e no Hospital Municipal Amadeu Puppi. A UEPG e a FAUEPG também desenvolvem trabalhos em outras áreas (social, cultural e educacional).
            Para o prefeito, a UEPG e a FAUEPG tem demonstrado compromisso com a causa pública, a medida, em que aceitaram o grande desafio de atuar em uma área como a saúde pública. “A UEPG tem sido a nossa maior parceira, com participação em diversas áreas, principalmente na saúde. O nosso compromisso foi renovado e com possibilidade de ampliação, para que possamos melhorar ainda mais o atendimento nos CAS e no Hospital Municipal. Por meio da parceria com a FAUEPG, a nossa saúde pública já apresentou grandes melhorias e a tendência é que tenhamos mais avanços”, destaca o prefeito Marcelo Rangel.
            O reitor Carlos Luciano Santana Vargas, acredita que a parceria entre a UEPG, a FAUEPG e o Município de Ponta Grossa é importante pela oportunidade da universidade dar a sua parcela de contribuição para a melhoria da qualidade do atendimento à população na área da saúde pública. “A UEPG sempre será parceira no desenvolvimento de ações nas áreas social, educacional e de saúde”, afirma o reitor.  Na área de ensino, Vargas destaca a oportunidade dos acadêmicos dos cursos de Enfermagem e Medicina adquirirem experiência no atendimento de urgência e emergência, possível apenas com a atuação em um Hospital Municipal “Nós também seremos beneficiados”, conclui o reitor da UEPG, Carlos Luciano Santana Vargas.
            De acordo com o secretário de Saúde, Erildo Muller, além da renovação da parceria, foram traçadas novas metas para melhorias no atendimento. “A maior beneficiada com a renovação é a população. Hoje além de firmamos novamente os compromissos, começamos a traçar novas metas para que o atendimento nos CAS e no Hospital Municipal tenha mais melhorias”, aponta Muller.

2703 prefeito Marcelo Rangel sobre parceria com a FAUEPG.mp3, 2703 Erildo Muller sec saude parceria com a UEPG.mp3, 2703 Carlos Luciano Santana Vargas reitor da uepg.mp3
26/03/2014

Reunião define eleições e regulariza o Conselho de Assistência Social
 
Reunião convocada pelo prefeito Marcelo Rangel, nesta terça-feira (25) definiu comissão para eleição do Conselho Municipal de Assistência Social

  O prefeito Marcelo Rangel reuniu, nesta terça-feira (25), representantes de diversas entidades assistenciais com o objetivo de organizar a eleição do novo Conselho Municipal de Assistência Social.  Um entrave deixado na última gestão do conselho atrasou o processo eleitoral, que já deveria ter ocorrido. Durante a reunião desta terça foi eleita a comissão que terá a responsabilidade de organizar e realizar o pleito eleitoral.
  Segundo o prefeito Marcelo Rangel o Conselho Municipal de Assistência Social é fundamental para viabilização de recursos às entidades sociais. “O conselho precisa estar formado e legalizado para que o município continue recebendo recursos, que beneficiam diretamente aqueles que mais precisam. Acredito que a reunião de hoje foi importante por que definiu os rumos do processo eleitoral e, em breve, teremos o Conselho Municipal de Assistência Social em pleno funcionamento”, declara Rangel.  O secretário de Assistência Social, Julio Kuller, destacou a importância do contato com as entidades: “o governo Marcelo Rangel está sempre de portas abertas para ouvir todas as entidades sociais e isso acelera e facilita as nossas ações”. Ainda segundo Júlio Küller, “não existe assistência social municipal sem a existência do Conselho Municipal de Assistência Social”.
  Para o presidente da Associação  das Entidades Assistenciais, Luiz Laertes de Freitas, agora os rumos estão traçados: “esta reunião foi excelente, principalmente por que culminou na escolha dos membros da comissão que vão organizar a eleição e finalmente teremos o conselho constituído”, afirma Freitas.  A comissão formada para organização do pleito eleitoral ficou assim: Vera Regina Taborda, da Associação Reviver; Nair Lurdes Schoemberger Serrato, da Associação de Promoção à Menina (Apam); Ivone Antunes, do Centro Pontagrossense de Reabilitação Auditiva e Fala (CEPRAF); Generoso Fonseca, da Associação de Pais e Amigos dos Deficientes Visuais (Apadevi) e João Eliseu Montes, da Associação Ministério Melhor Viver.

2603 prefeito Marcelo Rangel sobre Conselho de Assistencia Social.mp3
25/03/2014

- Município deverá receber ainda 26 médicos oriundos do programa ‘Mais Médicos’ para atuar na atenção básica à saúde -

 Nesta segunda-feira (24) o prefeito Marcelo Rangel recebeu mais uma médica de Cuba, que vai atuar nas Unidades Básicas de Saúde (UBS) de Ponta Grossa. Com a chegada da médica Marlenes Beltrão Milan, Ponta Grossa passa a contar com seis médicos cubanos em atuação. Todos esses profissionais da Medicina passam por uma adaptação e um treinamento na Secretaria Municipal de Saúde e nas UBS, antes de iniciar os atendimentos. Ponta Grossa deverá receber mais 26 médicos, totalizando os 32 médicos, garantidos pelo Governo Federal através do programa ‘Mais Médicos’.
“É importante destacar o empenho da prefeitura na busca destes profissionais. Nós estivemos em contato direto com o Ministério da Saúde com algumas reuniões, inclusive, para garantir que Ponta Grossa, tivesse um número maior de médicos estrangeiros. E graças a esta dedicação hoje o nosso município está recebendo mais uma médica cubana e terá, no total, 32 médicos estrangeiros”, afirma o prefeito Marcelo Rangel. Além da vinda dos médicos estrangeiros, a prefeitura vai promover um concurso público para contratação de outros profissionais. “Nós já abrimos o edital para contratação da empresa que será responsável pela realização do concurso. No inicio do próximo mês, teremos o nome da empresa vencedora. Com isso teremos condições de fazer o concurso público para contração de mais 30 médicos”, completa Rangel.
Segundo o secretário Municipal de Saúde, Erildo Muller, a secretaria está estudando a Unidade Básica de Saúde para onde será encaminhada a nova médica: “estamos trabalhando sempre com o critério das unidades que estão mais carentes de profissionais e, em breve, a profissional será deslocada para uma dessas unidades”. Com experiência de 21 anos na medicina, a cubana Marlenes Beltrão Milan já trabalhou na África, na Venezuela e possui especialização em medicina clinica geral. “Acredito que esta troca de conhecimentos é que vai proporcionar um atendimento de qualidade. Para melhorar a saúde pública é preciso de muito trabalho”, diz Marlenes. De acordo com o Ministério da Saúde os outros 26 médicos devem chegar a Ponta Grossa até o final de abril. Eles já estão em treinamento no Brasil, mas ainda não foram encaminhados para as cidades em que vão atuar.

2503 Marcelo Rangel sobre medicos cubanos.mp3, 2503 medica cubana Marlenes Beltrão Milan.mp3, 2503 Erildo Muller sec saude sobre medicos cubanos.mp3
25/03/2014

Prefeitura vai oferecer mais de 800 novas consultas por dia

- Cobertura do sistema de atenção básica de saúde em Ponta Grossa vai aumentar mais de 50%, com contratação de novos profissionais e chegada de médicos do programa ‘Mais Médicos’-
 Melhorias na Atenção Básica de Saúde são parte das metas prioritárias da gestão do prefeito Marcelo Rangel. Por isso, desde que assumiu, a atual gestão está trabalhando para que ações sejam desenvolvidas nesse sentido. De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, com a contratação de novos profissionais por concurso e com a vinda dos médicos estrangeiros, oriundos do programa ‘Mais Médicos’, a estimativa é de que a cobertura da Atenção Primária tenha um aumento de 50%.
 Atualmente o município de Ponta Grossa conta com aproximadamente 150 médicos que atuam na linha de frente do atendimento público. Desse total, cerca de 70 atendem nas Unidades Básicas de Saúde (UBS) e no Programa de Saúde da Família (PSF). A atenção primária é estendida também aos Centros de Atenção à Saúde (CAS). No ano de 2013 foram realizadas 445.533 consultas na atenção primária. De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS) e o Ministério de Saúde, a média é de que cada habitante faça ao menos duas consultas por ano. Segundo o secretário de Saúde, Erildo Muller, hoje o município possui uma defasagem de aproximadamente 300 consultas diárias. “Estamos ofertando aproximadamente 1.300 consultas por dia. O ideal seriam cerca de 1.600. Mas acreditamos que com a vinda dos novos médicos do programa ‘Mais Médicos’ e com a contratação dos profissionais por concurso público, vamos até superar estes números”, explica Muller.
 Ponta Grossa conta com seis médicos estrangeiros e receberá mais 26, totalizando 32 médicos. Além disso, está em trâmite o processo para abertura do concurso público, com oferta de 30 vagas para médicos. No entanto, o secretário de Saúde, Erildo Muller, destaca que apenas com a vinda de mais médicos estrangeiros, até o final de abril, Ponta Grossa, já poderá ofertar um número maior de 800 consultas. Ou seja, a intenção é de que os locais que sofrem com a falta de cobertura primária, sejam contemplados. “Este profissionais vem como suporte, para ampliarmos o atendimento básico, obviamente que com a contratação de médicos por concurso a ampliação será ainda maior”, conclui Muller.

2503 prefeito Marcelo Rangel fala sobre as 800 novas consultas de saúde.mp3, 2503 Erildo Muller sobre o aumento do numero de consultas.mp3
24/03/2014

Prefeitura e Estado firmam convênio para pavimentar mais 30 km de vias
 
O governador Beto Richa estará em Ponta Grossa, nesta semana, para formalizar o convênio com a Prefeitura de Ponta Grossa para pavimentação de 30 quilômetros de vias urbanas. Segundo o prefeito, esse acordo vai permitir à prefeitura manter o programa de pavimentação e levar a diversas regiões da cidade um benefício estrutural. Pelo que ficou acordado, e de acordo com o que o município pleiteava, o governo do Paraná vai fornecer a massa asfáltica – principal componente do processo de pavimentação – enquanto que ao município caberão os demais serviços, entre os quais os projetos, galerias, preparação da sub-base, base, compactação, suplementação ou substituição de material de suporte, acabamento e sinalização. No total, o governo do Paraná vai repassar ao município 1.583 toneladas de cimento asfáltico de petróleo e mais 187 toneladas de emulsão asfáltica. O prefeito Marcelo Rangel destacou ainda que a efetivação desse convênio só foi possível porque o município conseguiu pagar os mais de R$ 9 milhões em precatórios, com isso obtendo uma certidão liberatória e habilitando-se a firmar novas parcerias e convênios.
 

2403 Marcelo Rangel explica parceria prefeitura e estado para pavimentacao.mp3
24/03/2014

Pavimentação da Vila Cipa entra na reta final

Bonsucesso, Jardim Paraíso serão os próximos contemplados com o asfalto

 Nesta semana o prefeito Marcelo Rangel acompanhou com os moradores da Vila Cipa, os serviços finais da pavimentação de quinze quadras. O trabalho é resultado de uma parceria entre a Secretaria de Obras e Serviços Públicos e a Companhia Pontagrossense de Serviços (CPS).
  De acordo com o secretário de Obras e Serviços Públicos, Alessandro Lozza de Moraes, outros locais serão contemplados com a pavimentação. “Nós começamos pela Vila Cipa, depois os trabalhos seguem no Jardim Bonsucesso e no Jardim Paraíso”, explica Moraes.  Segundo o presidente da CPS, Odailton Souza, ainda restam 176 quadras a serem asfaltadas.
  Para o prefeito Marcelo Rangel a pavimentação dessas vias representa um incremento na qualidade de vida dos moradores beneficiados. “Estamos levando qualidade de vida para esses locais. Lembramos que estas reivindicações são antigas, por que as pessoas pagaram pelo asfalto, mas a gestão anterior não executou as obras. Agora estamos recomeçando o cronograma de obras e, na medida do possível, vamos garantir a pavimentação para população”, destaca Rangel. Além disso, com recursos próprios, o município está investindo mais R$ 4,5 milhões em diversas obras de pavimentação.

2403 Marcelo Rangel fala sobre pavimentacao.mp3
24/03/2014

Prefeitura e Caixa Econômica entregam 475 novas moradias

Sexta-feira, 475 famílias ponta-grossensses receberam do prefeito Marcelo Rangel, do presidente da Companhia de Habitação de Ponta Grossa (Prolar), Dino Schrutt, e demais autoridades as chaves da casa própria, no Conjunto Residencial Panamá, no Jardim Lagoa Dourada. Inserido no programa federal Minha Casa Minha Vida, o novo residencial tem a parceira da Prefeitura de Ponta Grossa, através da Prolar, e a Caixa Econômica Federal.

2403 Mareli Martins Entrega Residencial Pananama.mp3
21/03/2014

População participa de audiência pública sobre os animais de rua
 
Rangel destaca a importância do diálogo com a sociedade na busca de soluções para o problema dos animais de rua
O prefeito Marcelo Rangel participou nesta quinta-feira (20) de uma audiência pública, que discutiu a questão dos animais de rua. O encontro contou com a participação de diversas lideranças, de ONGs de Proteção aos Animais, das autoridades locais, de representantes da Prefeitura Municipal de Ponta Grossa e com a participação direta da população. Durante a audiência foram discutidos temas como a castração animal, o abandono dos animais e a posse responsável, a importância das políticas públicas e a participação da comunidade para resolução dos problemas.

2103 Marcelo Rangel sobre audiencia pubica dos animais.mp3, 2103 Ana Paula de Almeida sobre audiencia animais.mp3
21/03/2014

UPA deverá abrir em até 40 dias

- Rangel confirma abertura da UPA e do Pronto Atendimento Infantil dentro do prazo estimado; município vai contestar mandado de segurança -
 
O prefeito Marcelo Rangel confirmou nesta quinta-feira (20) que a Unidade de Pronto-Atendimento (UPA) do Núcleo Santa Paula e o Pronto-Atendimento Infantil (PAI) deverão entrar em funcionamento em um prazo de 20 a 40 dias – ou seja, dentro do período estimado e já anunciado pelo governo. A licitação estava prevista para esta quinta-feira, no entanto, uma empresa de Curitiba obteve um mandado de segurança impugnando o processo licitatório. No entanto, segundo o prefeito, a empresa não atendeu a alguns requisitos do edital de licitação e, inclusive, não fez a visita técnica necessária, exigidas pelo no edital de licitação. O recurso da empresa foi apresentado no último dia que antecedeu a abertura das propostas. Em todo o período de habilitação e preparação das propostas, desde a abertura do edital, não havia sido registrado qualquer contestação, por parte de nenhuma das demais empresas que se apresentaram para participar do processo licitatório.
 
 
UPA É PRIORIDADE PARA A CIDADE
 
Para garantir que a UPA entre em funcionamento o mais rápido possível, o prefeito Marcelo Rangel, trabalha com a opção de contratação em caráter emergencial de uma empresa para operar aquela unidade e também o Pronto-Atendimento Infantil. “Além de lutarmos na justiça pelo nosso edital, poderemos fazer uma contratação em caráter emergencial, para que a UPA entre em funcionamento o mais breve possível”, garante Rangel.  Ele reforçou que a abertura da Unidade de Pronto-Atendimento e do Pronto-Atendimento Infantil são prioridades, e não apenas do governo, mas da cidade: “a abertura da UPA e do PAI vai desafogar o Hospital Municipal e o Hospital da Criança”, lembrou.
 

2103 Prefeito Marcelo Rangel sobre a licitacao da UPA.mp3

Páginas